Segunda-feira, 18 de Abril de 2011

ELEIÇÕES????PAROLES;PAROLES;PAROLES E NINGUEM FALA NO LAMAÇAL PARA ONDE ATIRARAM OS PORTUGUESES..E LHES ROUBARAM A CREDIBILIDADE..SÓ QUEM NÃO TIVER VERGONHA È QUE VAI VOTAR!!!

ELEIÇÕES

 

 

 

ESTAMOS NA PROPAGANDA ELEITORAL !!!!!!

 

Mas PREFIRO OUVIR as PAROLES da Sra DALIDA...Por isso relembro

Mas há uma outra diferença.Esta é uma canção bonita,mas a dos POLITICOS que nos afundaram no lodo á a da VERGONHA e por isso

mesmo DEVIAM ESTAR ENVERGONHADOS POR NOS DEIXAREM CAIR NESTA FALTA DE CREDIBILIDADE EM QUE O PAÌS CAIU...

VERGONHA DESDE O PRESIDENTE DA REPÚBLICA até ao pôvo português...

 

E para acabar vai a canção proibida

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PORTUGUESES

 

SINTAM VERGONHA DE VÓS MESMOS que que têm eleito esta corja de deputados e politicos....para estarmos nesta VERGONHA NACIONAL

 

 

Recebi, concordo, divulgo.

 

 


Os verdadeiros socialistas deviam ponderar bem o seu voto nas próximas eleições e aproveitarem para mandarem o pacóvio para a terra assinar projectos de barracas.

Uma certeza podem ter, acabaram-se os tachos porque já acabou o caroço, gastaram-no até aos próximos 40 anos. Este Primeiro-Ministro não tem competência, não tem carácter, não tem palavra.

É um falso engenheiro pacóvio mentiroso compulsivo Só tem temperamento di capo.

Desgovernou com mentiras sucessivas, a cavalo da propaganda paga com o nosso dinheiro bem com a Imprensa paga que tanto o apoia, como um produto obsoleto do séc. XX.

Atacou, um a um, todos os pilares do Estado de Direito: a independência dos tribunais, a liberdade de imprensa, a separação de poderes, o respeito institucional. Instalou-se no poder espalhando o seu séquito de Varas, Penedos e Ruis Pedros Soares, dos Silvas (Santos e Pereira).

Afundou 40 anos do nosso futuro em parcerias público-privadas com consórcios e empresas onde pululam milhares de amigos e ex-ministros socialistas com vencimentos obscenos.

Passou o mandato de buraco em buraco, sempre a tentar tapar e sempre a tentar esconder, sem estratégia de crescimento ou projecto de país. E deixou-nos na banca rota oculta. Oculta, sim. Porque tudo no país está mais oculto e opaco, porque os números do Governo já não são fiáveis como vai acontecer com a revisão do défice de 2010.

Como se está a descobrir, no que é só o princípio de um buraco que, se descoberto, será maior, e que o Presidente e os partidos pretendem ocultar para evitar males maiores.

Esse altíssimo preço da perda global de credibilidade e soberania - é o que já estamos a pagar e vamos pagar mais ainda. E sai, falso ofendido, com um discurso de vitimização, a acusar os outros da crise que ele próprio criou, urdiu e que nos levou à bancarrota.

Votem em quem quiserem mas nunca votem em Sócrates.

É demasiado mau, sai demasiado caro

 

 

 

 


E acrescento que estes indivíduos deveriam ser presos, julgados criminalmente e condenados por tanta ofensa e tanta aldrabice em que envolveram o País.
E o mesmo se deverá aplicar a outro/s próximo/s governo/s.
Mas...

 

 


"AMIGOS NÃO SE DESPEDEM,MARCAM UM NOVO ENCONTRO"


               António d'Almeida
                                                    
                       


Fonseca dos Santos,quase no 25 de Abril,estava em Moçambique no NIASSA...19 de ABRIL de 2011

 

publicado por blogdaportugalidade às 23:54
link | comentar | favorito
Domingo, 17 de Abril de 2011

É BOM LER E...MEDITAR...Est+em causa a dignidade nacional e não os partidos

 
 
Dignidade nacional - JOÃO CÉSAR DAS NEVES  - DN2011-04-11
 
 
 
Nas próximas eleições existe um elemento fundamental em jogo:
dignidade nacional. Se, como várias vozes alvitram, o partido de José
Sócrates tiver um resultado digno, a nossa democracia sofrerá um rude
golpe. Portugal será a chacota mundial.
 
Não se trata de uma questão de votos, mas de elementar racionalidade.
Aqueles dirigentes que presidiram seis anos, quatro dos quais em
maioria, aos destinos nacionais, não podem ser poupados. Depois de
longos tempos a negar a realidade, a manipular a imagem, a pintar
quadros ilusórios em que cidadãos e mercados não acreditam, só ficarão
impunes com descrédito para o sistema político.
 
Nos últimos 32 meses, ou o Governo ignorava a realidade ou sabotou
deliberadamente a situação nacional. Não há outra explicação. Se a
charada da vitimização tiver êxito eleitoral, isso mostra não a
qualidade do Governo mas a tolice dos eleitores. Com a chantagem da
instabilidade, ficção da política de sucesso, desplante de negar o
óbvio, Sócrates andou anos a dançar na borda do vulcão. Agora que o
País caiu lá dentro, o PS não pode ser poupado. Como na Grécia e na
Irlanda, Portugal precisa de que ele perca forte a 5 de Junho.
 
Antigamente, algo evitava estas circunstâncias. Chamava-se vergonha. O
responsável pela condução nacional ao colapso, mesmo considerando-se
tecnicamente inocente, assumia politicamente a situação e afastava-se
para dar lugar a outros. Mas esse pudor político anda muito arredado
das praias nacionais, como andou no auge do Liberalismo oitocentista e
na ruína da Primeira República. Mais que a incompetência e corrupção,
era o descaramento dos responsáveis que então destruía a vida
nacional. Foi essa a nossa experiência democrática até meados do
século XX.
 
Por isso, após 1974 tanto se temia o regresso da liberdade, que nunca
rodara bem nestas paragens. Surpreendentemente, o regime funcionou.
Funcionou mesmo muito satisfatoriamente. Nas três primeiras décadas
após Abril, apesar de inevitáveis tropelias e abusos, presentes em
todos os regimes, existiu honra, dignidade, elevação, acompanhada por
alternância e desportivismo. É isso que tem resvalado ultimamente. As
próximas eleições mostrarão se regressámos à antiga podridão ou se
foram lapsos passageiros.
 
Mas não há situações em que, após o desastre, a administração
permanece? Sim, nos casos de Mugabe, Gbagbo e, até há pouco, Mubarak
ou Kadhafi. É essa semelhança que nos condena.
 
Quer isto dizer que o Partido Socialista tem de ser punido? Este PS
sim! Aliás, o partido é uma das grandes vítimas da situação. A
reeleição estrelar de José Sócrates, consagrada no XVII Congresso
deste fim-de-semana, com votações à Mugabe, apenas manifesta isso de
forma pungente. Quando acabar o delírio, será preciso salvar o partido
deste longo pesadelo que se arrisca a afectá-lo gravemente. Além de
arruinar o País, o consulado Sócrates, na única maioria absoluta
socialista, danificará seriamente a sua área ideológica. Na ânsia de
se salvar política e pessoalmente, o primeiro-ministro enterra aquilo
mesmo que diz defender.
 
Uma das declarações originantes na nossa democracia deu-se a 26 de
Novembro de 1975. O vitorioso major Ernesto Melo Antunes disse na
televisão, relativamente aos vencidos: "A participação do PCP na
construção do socialismo é indispensável." Agora é bom lembrar que o
Partido Socialista é também indispensável à democracia. Estes meses
são dos piores da sua ilustre história. Mas o longo delírio socrático,
que termina nesta louca corrida para o abismo num autismo aterrador,
não pode servir para desequilibrar duradouramente a estrutura
partidária nacional. Há que salvar o PS de si mesmo.
 
No dia 5 de Junho, os portugueses votarão. Costuma louvar-se a
sabedoria do povo. É fundamental que os eleitores, entre alternativas
mornas e demagogia dura, compreendam a situação. A escolha hoje não é
de políticas. Após 32 meses de negação, ilusões e derrapagem, quem for
eleito terá grande parte da sua tarefa definida pelos nossos credores.
O que está em causa é mesmo a dignidade nacional.
 
 
publicado por blogdaportugalidade às 20:02
link | comentar | favorito

ELEIÇÕES ???

Logo a seguir ao 25 de Abril ,nasceram as eleições,sem que o pôvo se aoercebesse bem como é que iato de elições iria funcionar...

Sempre houve listas e o pôvo votou nas listas.Passados dias,meses ,saiam para dar lugar a outros.Chegou a haver um deputado que fez sair outro

por causa da sua reforma,atempada...O que saiu ,NUNCA mais o vi na politica...

 

Estes conjuntos e arranjos de deputados ,governantes,edis,e politicos em geral auferem regalias que vºao desde vencimentos,horas de presença,

reformas,carros cartões de credito,sacos azuis,corrupçaõ,influências nos orgãos de SOBERANIA dos tribunais...Leis à maneira ,como esta no país do Berlosconi...Nem sabia,mas afinal a uE foi uma grande escola para os governantes ...

O certo ,certo,é que chegamos ao estado em que o ESTADO está e ainda " BORRADO",pois até podemos sequer obter ajuda ....e se obtivermos será

o último país a recebê-la...

 

Mas os elementos da UNIÃO EUROPEIA ,como a Grécia,Portugal,Espanha,Irlanda e ,certamente ,ainda outros serão só os culpados???

 

É claro que não!!! A União Europeia também tem culpa no cartório ,por que não fiscalizou os dinheiros que enviou para cá para a estruturação do país(ses).

Por outro lado ,Portugal e os Governantes passaram-se a julgar ( ou a fazer de conta) que eram RICOS.E o pior de tudo foi quando alguém mandou

destruir barcos,deixando as pescas,deixou a agricultura ,e mais os AÇÔRES foram punidos pela UE em 4 MILHÕES de contos (contos) por ter obtido leite a mais.

Estas época foi de facto um forrobodó...Vi um barco completamente no fundo ,só as aduelas ,e como pagaram um barco como se fôsse novo e andasse na pesca...Posso dizer o nome do dôno ou dos filhos,no Algarve-Portimão.

 

Mas sem dúvida,há seis anos para cá ,o pôvo português tem-se sentido enganado.por um pinóquio que consegiui um tempo de antena que bate RECORD e mente ,mente sem vergonha...dando a impressão de que fala a sério..

Daí que hoje a maioria do pôvo vive num completo divòrcio da Justiça,da politica e da LEI E ORDEM...

Vive e vai continuar a viver,por que mesmo vondo as eleições ,o pôvo cada vez mais não acredita...e deixa correr sem se preocupar e só reagirá

quando vir um novo sistema politico e uma NOCA CONTITUIÇÃO POLITICA em entrar em funções...

 

Por outro lado os cabeças de listas ,alguns até tem rabos de palha e não deviam aparecer .Além disso já são caras mais que conhecidas.,isto é,

em termos de teatro os artistas ou actores são os mesmos...


Mas julgam que esta cambada tem capacidade para resolver os problemas de PORTUGAL???

Estamos a pagar a expresidentes da República ,para quê ,se acabaram a função.Mas com eles estamos também a pagar secretárias,gabinetes,

policis como guarda costas ,que certamente viram " IMPEDIDOS" ,motoristas,despesas.

 

Estamos a pagar reformas de LUXO ao fim de uma duzia de anos para obtermos tôda esta MERDA que   foi preciso entar por áqui dentro os credores que irão financiar aquilo que esta cambada gastou SEM COORDENAR as receitas e dsepesas...

E vai ser aqui que a porca vai torcer o rabo. Culpados :MINISTRO DAS FINANÇAS.talvez pressionado pelo PRIMEIRO MINISTRO e o Presidente da

República....este por que devia saber e não poderá dizer que esta balda é um acto da governação...

 

E ainda o pior do Sr PR foi nomear o govêrno destas falcatruas que o +ôvo não sabia,como GOVÊRNO DE GESTÃO quando se aproximam eleições...

 

 

NUNCA IRIA VOTAR,mas SEM MUDANÇAS RADICAIS NÃO VOTO...ESPERO QUE A JUVENTUDE À RASCA FAÇA PEIÇÕES PÚBLICAS para apurar os

responsáveis por estas gestões danosas...e falta de transparência

 

Postado em 17 de Abril de 2011 por Fonseca dos Santos

publicado por blogdaportugalidade às 18:02
link | comentar | favorito
Sábado, 16 de Abril de 2011

E DINHEIRO????ONDE IR BUSCAR???ÀS CONTAS PRTICULARES NO ESTRANGEIRO....

A Maternidade Alfredo da Costa está a pedir donativos aos utentes

 

15.04.2011 - 19:02 Por PÚBLICO

 
A Maternidade Alfredo da Costa está a pedir donativos aos seus utentes para fazer face à situação de crise que o sector da saúde atravessa.
Ouvido pela RR, Jorge Branco, director do hospital, confirmou o apelo feito junto dos utentes Ouvido pela RR, Jorge Branco, director do hospital, confirmou o apelo feito junto dos utentes (Nuno Ferreira Santos)

De acordo com a Rádio Renascença (RR), o pedido está a ser feito aos utentes no acto do preenchimento de uma nota de marcação de consultas, onde já está inscrito o número de identificação bancária para a transferência do dinheiro.

Ouvido pela RR, Jorge Branco, director do hospital, confirmou o apelo feito junto dos utentes. Os donativos pretendem compensar os cortes no financiamento do Estado. “Todos sabemos que, neste momento, Portugal atravessa uma situação difícil sob o ponto de vista orçamental e, se a sociedade civil entender ajudar as instituições com uma pequena dádiva – o que entender –, claro que será sempre bem recebido”, refere o director.

Jorge Branco indicou ainda que este tipo de iniciativas são comuns no estrangeiro, isto é, “pedir a solidariedade da sociedade civil para complementar os esforços que o Estado faz nos hospitais”.

O mesmo responsável confirmou igualmente não haver nenhuma ilegalidade neste pedido. “Não há nenhuma obrigação, não há nenhum pagamento extra: as pessoas dão o que quiserem, quando quiserem”.

Reagindo a esta notícia, o presidente da Associação dos Administradores Hospitalares, Pedro Lopes, considera “incorrecto” estar a pedir donativos aos utentes, confessando não estar a par deste tipo de iniciativas em nenhum hospital, indica ainda a RR online.

“Os hospitais têm um momento próprio para serem financiados. Discutem o financiamento e, depois, fazem uma execução orçamental na base desse orçamento. Imagine que todos os hospitais começam a pedir a utentes e doentes que dêem qualquer coisinha. Não é razoável”, argumentou Pedro Lopes.

Como muitos outros sectores da vida pública, o sector da saúde está a sofrer os efeitos da crise. Houve um corte orçamental de cerca de 1,3 mil milhões de euros no Ministério da Saúde para este ano.

No passado dia 29 de Janeiro, o novo bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva tinha já criticado os "cortes indiscriminados na Saúde”.

Apesar do aperto financeiro, a ministra da Saúde, Ana Jorge, garantiu ontem que “não vai haver falta” de medicamentos nos hospitais. (para quem ?...)

publicado por blogdaportugalidade às 19:38
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Abril de 2011

GOVERNAR ASSIM...NÃO É DEMOCRÁTICO NEMEXISTE QUALQUER OBJECTIVO NACIONAL;APENAS O DO PARTIDO E/OU DO PM...

Sócrates deixa encargos de 9,5 mil milhões de euros

15 de Abril, 2011por Frederico Pinheiro

 

Uma factura de 9,5 mil milhões de euros para pagar durante os quatro anos de mandato do próximo Governo, entre 2011 e 2015. É um 'presente' que o primeiro-ministro José Sócrates deixa ao líder do PSD, Pedro Passos Coelho, caso este seja eleito primeiro-ministro nas legislativas de 5 de Junho, tal como apontam as sondagens.

O montante (ver gráfico), suficiente para construir dois novos aeroportos em Alcochete, é a soma dos encargos com as rendas das parcerias público-privadas (PPP) que o Estado terá de assumir até 2015, de acordo com um relatório sobre as mesmas elaborado por uma instituição financeira, ao qual o SOL teve acesso.

Ou seja, mesmo que o próximo Governo não dê sequer ordens para se tapar um buraco numa estrada, terá de acarretar a responsabilidade por estes encargos, assumidos pelos últimos governos.

Passos Coelho pediu, esta semana, o valor dos encargos para o Estado com as PPP - que apelidou de «esqueletos no armário» - entre 2011 e 2014, numa carta enviada ao primeiro-ministro demissionário.

Mais de dois terços - 6,5 mil milhões de euros - deste valor dizem respeito às PPP rodoviárias. As sete vias SCUT, construídas durante o último Governo socialista de António Guterres, e as nove concessões rodoviárias lançadas desde que José Sócrates chegou ao poder, em 2005, são as culpadas pela dimensão dos encargos financeiros.

Apesar de ter batalhado nos últimos anos contra a construção destas nove vias, o PSD, se for para o Governo, terá a responsabilidade de angariar as receitas para pagar as obras, entre as quais está parte da tão badalada auto-estrada cor-de-rosa (uma nova auto-estrada entre o Porto e Lisboa).

Contudo, para suportar estes custos, o próximo Executivo contará apenas com cerca de 900 milhões de euros que irá angariar com as receitas das portagens nas SCUT, de acordo com as estimativas do Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações. Para se obter esta verba, terão de ser introduzidas portagens nas quatro vias SCUT cuja taxação ficou suspensa. A decisão está nas mãos do próximo primeiro-ministro.

publicado por blogdaportugalidade às 20:15
link | comentar | favorito

COMO VAI A NOSSA JUSTIÇA...FAZEM O QUE QUEREM ,NÃO HÁ QUALQUER LIGAÇÃO COM o pôvo português.É uma classe à parte e se quisermos falar com eles ,TEMOS QUE METER UM REQUERIMENTO,como se fôsse um MINISTRO---


 

 
CARTA DE INDIGNAÇÃO AOS NOSSOS TRIBUNAIS…

Tribunal da Comarca do Alentejo Litoral – Juízo Instancia criminal – Juiz 2 “ Santiago do Cacem”.

 

Eu, Paula Pinela e os meus familiares esposo e filhos, residentes em Monte Abraão – Queluz em 2009 gozando férias de verão na Costa Vicentina decidimos ir á praia de Sines, no final do dia de praia +- 17h pensamos em ir comer um gelado ao Castelo.

Quando estava-mos a subir a rua que liga a praia ao castelo deparamo-nos com um rapaz que estava a roubar uma mala a uma senhora e arrasta-la pelo alcatrão pondo-se em fuga na nossa direcção, atravessa-mos o carro para lhe cortarmos o caminho e prestamos assistência á senhora chamamos o 112 e a Policia.

O meu marido pôs-se em perseguição ao assaltante, quando a policia veio entregamos o assaltante e fomos convidados a ir á esquadra prestar declarações e sermos testemunhas desta situação. A própria população e a polícia felicitaram pelo nosso acto de coragem.

No dia 27.10.2010 o tribunal de Santiago do Cacem notificou-nos com pena de penalização de não comparência a sermos testemunhas nesse processo a essa data deslocamo-nos de Monte Abraão - Queluz a Santiago do Cacem a onde não houve audiência fomos então pedir a justificação para entregar na entidade patronal do dia de trabalho perdido e solicitar o reembolso das despesas efectuadas aquele tribunal.

Então dizem-nos que temos que fazer um pedido ao Dª juiz com os comprovativos de gasolina portagens e os km, logo não enviamos esperamos por nova notificação que foi logo em 17.01.2011 onde voltamos a falar na situação do pagamento das despesas onde nos disseram a mesma coisa.

A 24 01.2011 escrevi ao tribunal de Santiago do Cacem ao Juiz 2 Instancia Criminal do Tribunal da Comarca de Alentejo Litoral de Santiago do Cacem referente ao processo 2164/09.4 GMSTC a solicitar o reembolso das despesas totalizando 171.66€pelas duas viagens efectuadas entregando os valores descriminados pelos Km 320 Km pelo dia 27.10.2010 + 320Km pelo dia 17.01.2011 correspondendo a 160 Km de Monte Abraão a Santiago do Cacem.

A 17.02.2011 recebi do tribunal de Santiago do Cacem uma carta onde fazem referência que abusei nos Km que reclamo mas que até era secundário pois ia ser reembolsada pela tabela IV que corresponde 8.50€ por pessoa e deslocação totalizando por 2 testemunhas e duas viagens 8.5€ x 4= 34 €.Valore esse que não paga uma ida de autocarro.

È esta justiça que temos perco eu 2 dias de trabalho…Não fui comer o gelado com os meus filhos…para ter este final!

VALE A PENA SER BOM CIDADÃO??

 

VALE A PENA SER TESTEMUNHA EM TRIBUNAL ENQUANTO TEMOS JUIZES COMO ESTES QUE PENALIZÃO MAIS AS TESTEMUNHAS DO QUE OS LADRÕES!!

Pois sim o pai do arguido que até é advogado pediu para falar e comprometeu-se a pagar á vítima todas as despesas, que o fez logo nesse dia no tribunal, o arguido teve pena suspensa de 1 ano e meio e eu fico com o prejuízo de 137.66€.

 

É NESTE PORTUGAL QUE NOS VIVEMOS QUE NEM NOS TRIBUNAIS PODEMOS CONFIAR. !!!

Junto envio o ficheiro com a carta do meu pedido de reembolso ao tribunal, a resposta da mesmo e o mapa da Michelin com os Km (visto o tribunal me dizer que regem-se pela tabela Michelin).

 

Para quem me quiser ajudar a divulgar ou estiver interessado a divulgar esta situação na comunicação social o meu contacto é 914128752 / 966577972.

GOSTARIA QUE ESTA CITUAÇÃO NÃO MORRE-SE POR AQUI…REPASSEM POR FAVOR.

 
O MEU MUITO OBRIGADA.
Paula Pinela.
 

 
publicado por blogdaportugalidade às 19:18
link | comentar | favorito

O F.M.I. e CREDORES PRECISAM DE SABER:::,para onde ir resgatar dinheiro e não ao PÔVO...

Assunto: DIÁRIO DAREPÚBLICA nº 28 - ISÉRIE ( Para que se divulgue...)
Para:



 
É ROUBAR VILANAGEM


'Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e

sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos
de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de
dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz
de sacudir as moscas...'
 Guerra Junqueiro, in "Pátria", escrito em 1896

 

Diário da República nº 28 - I série- datado de 10 de Fevereiro de 2010 - RESOLUÇÃO da Assembleia da República nº 11/2010.

Poderão aceder através do site http://WWW.dre.pt

Algumas rubricas do orçamento da Assembleia da Republica
1 - Vencimento de Deputados .................................................12 milhões 349 mil Euros
2 - Ajudas de Custo de Deputados.............................................2 milhões 724 mil Euros
3 - Transportes de Deputados ...................................................3 milhões 869 mil Euros
4 - Deslocações e Estadas .........................................................2 milhões 363 mil Euros
5 - Assistência Técnica (??) .......................................................2 milhões 948 mil Euros
6 - Outros Trabalhos Especializados (??) ...................................3 milhões 593 mil Euros
7 - RESTAURANTE,REFEITÓRIO,CAFETARIA...............................................961 mil Euros
8 - Subvenções aos Grupos Parlamentares................................................970 mil Euros
9 - Equipamento de Informática ................................................2 milhões 110 mil Euros
10- Outros Investimentos (??) ....................................................2 milhões 420 mil Euros
11- Edificios ...............................................................................2 milhões 686 mil Euros
12- Transfer's (??) Diversos (??)................................................13 milhões 506 mil Euros
13- SUBVENÇÃO aos PARTIDOS na A. R. .................................16 milhões 977 mil Euros
14- SUBVENÇÕES CAMPANHAS ELEITORAIS ...........................73 milhões 798 mil Euros

NO TOTAL a DESPESA ORÇAMENTADA para o ANO de 2010, foi de:
€ 191 405 356,61 (191 Milhões 405 mil 356 Euros e 61 cêntimos) - Ver Folha 372 do acima identificado Diário da República nº 28 - 1ª Série -, de 10 de Fevereiro de 2010.


 
 É VERGONHOSO....,O POVO É QUE TEM DE PAGAR !!!!!!!!!!!! REPASSEM PARA QUE TODOS SAIBAM ACERCA DOS QUE FALAM EM NOME DO POVO E DOS INTERESSES DO PAÍS
 



O porquê de Portugal estar na falência!
Como se chama a isto em Português?
PORQUE ESTAMOS NA FALÊNCIA?

Ordenado mensal:

420.000,00 €

TAP

administrador

Fernando Pinto
 

371.000,00 €

CGD

administrador

Faria de Oliveira
 

365.000,00 €

PT

administrador

Henrique Granadeiro
 

250.040,00 €

RTP

administrador

Guilherme Costa
 

249.448,00 €

Banco Portugal

administrador

Vítor Constâncio
 

247.938,00 €

ISP

administrador

Fernando Nogueira
 

245.552,00 €

CMVM

Presidente
 

Carlos Tavares
 

233.857,00 €

ERSE

administrador

Vítor Santos
 

224.000,00 €

ANA COM

administrador

Amado da Silva
 

200.200,00 €

CTT

Presidente
 

Mata da Costa
 

134.197,00 €

Parpublica

administrador

José Plácido Reis
 

133.000,00 €

ANA

administrador

Guilhermino Rodrigues
 

126.686,00 €

ADP

administrador

Pedro Serra
 

96.507,00 €

Metro Porto

administrador

António Oliveira Fonseca
 

89.299,00 €

LUSA

administrador

Afonso Camões
 

69.110,00 €

CP

administrador

Cardoso dos Reis
 

66.536,00 €

REFER

administrador

Luís Pardal: Refer
 

66.536,00 €

Metro Lisboa

administrador

Joaquim Reis
 

58.865,00 €

CARRIS

administrador

José Manuel Rodrigues
 

58.859,00 €

STCP

administrador

Fernanda Meneses
 

3.706.630,00 €

 

 


 

51.892.820,00 €

     Valor do ordenado anual (12 meses + subs Natal + subs férias)
 


 


 

        
         926.657,50 €
 

 

Média Prémios

 


 

52.819.477,50 €

 

 


 


 


 


 


 


E DEPOIS AINDA QUEREM SABER SE A MALTA
ESTÁ DISPOSTA A ABDICAR DO SUBSÍDIO DE
FÉRIAS E/OU NATAL PARA AJUDAR O PAÍS... 

             DISTRIBUAM e CIRCULEM


 

 

 

publicado por blogdaportugalidade às 18:54
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Abril de 2011

A CRISE PORTUGUESA VISTA PELA RÚSSIA...

 

 


Assunto: FW: O que na Rússia se escreve sobre nós! INFELIZM ENTE PURAS VERDADES...!!
   A tradução é má... mas o conteúdo justifica a leitura atenta



Jornal Russo "Pravda.ru" escreve 4 páginas sobre Portugal

" Foram tomadas medidas draconianas esta semana em Portugal pelo
Governo liberal de José Sócrates, um caso de um outro governo de
centro-direita pedindo ao povo Português a fazer sacrifícios, um apelo
repetido vezes sem fim a esta nação trabalhadora, sofredora,
historicamente deslizando cada vez mais no atoleiro da miséria.

E não é porque eles serem portugueses.

Vá ao Luxemburgo, que lidera todos os indicadores socioeconómicos, e
você vai descobrir que doze por cento da população é português, o povo
que construiu um império que se estendia por quatro continentes e que
controlava o litoral desde Ceuta, na costa atlântica, tornando a costa
africana até ao Cabo da Boa Esperança, a costa oriental da África, no
Oceano Índico, o Mar Arábico, o Golfo da Pérsia, a costa ocidental da
Índia e Sri Lanka. E foi o primeiro povo europeu a chegar ao
Japão....e Austrália.
Esta semana, o Primeiro Ministro José Sócrates lançou uma nova onda
dos seus pacotes de austeridade, corte de salários e aumento do IVA,
mais medidas cosméticas tomadas num clima de política de laboratório
por académicos arrogantes e altivos desprovidos de qualquer contacto
com o mundo real, um esteio na classe política elitista Português no
Partido Social Democrata e Partido Socialista, gangorras de má gestão
política que têm assolado o país desde anos 80.
O objectivo? Para reduzir o défice. Por quê?
Porque a União Europeia assim o diz. Mas é só a UE?
Não, não é. O maravilhoso sistema em que a União Europeia deixou-se a
ser sugado é aquele em que a agências de Ratings, Fitch, Moody's e
Standard and Poor's, baseadas nos estados unidos da América (onde
havia de ser?) virtual fisicamente controlam as políticas fiscais,
económicas e sociais dos Estados-Membros da União Europeia através da
atribuição das notações de crédito.
Com amigos como estes organismos, e Bruxelas, quem precisa de
inimigos? Sejamos honestos. A União Europeia é o resultado de um pacto
forjado por uma França tremente e com medo, apavorada com a Alemanha
depois que suas tropas invadiram seu território três vezes em setenta
anos, tomando Paris com facilidade, não só uma vez mas duas vezes, e
por uma astuta Alemanha ansiosa para se reinventar após os anos de
pesadelo de Hitler. França tem a agricultura, a Alemanha ficou com os
mercados para sua indústria.
E Portugal? Olhem para as marcas de automóveis novos conduzidos por
motoristas particulares para transportar exércitos de "assessores"
(estes parecem ser imunes a cortes de gastos) e adivinhem de qual país
eles vêm? Não, eles não são Peugeot e Citroen ou Renault. Eles são
Mercedes e BMWs. Topo-de-gama, é claro.
Os sucessivos governos formados pelos dois principais partidos, PSD
(Partido Social Democrata, direita) e PS (Socialista, de centro), têm
sistematicamente jogado os interesses de Portugal e dos portugueses
pelo esgoto abaixo, destruindo sua agricultura (agricultores
portugueses são pagos para não produzir) e sua indústria (desapareceu)
e sua pesca (arrastões espanhóis em águas lusas), a troco de quê?
O quê é que as contra-partidas renderam, a não ser a aniquilação total
de qualquer possibilidade de criar emprego e riqueza em uma base
sustentável?
Aníbal  Antóni Cavaco da  Silva, agora Presidente, mas primeiro-ministro
durante
uma década, entre 1985 e 1995, anos em que estavam despejando bilhões
através das suas mãos a partir dos fundos estruturais e do
desenvolvimento da UE, é um excelente exemplo de um dos melhores
políticos de Portugal. Eleito fundamentalmente porque ele éconsiderado
"sério" e "honesto" (em terra de cegos, quem vê é rei), como se isso
fosse um motivo para eleger um líder (que só em Portugal, é) e como se
a maioria dos restantes políticos (PSD/PS) fossem um bando de
sanguessugas e parasitas inúteis (que são), ele é o pai do défice
público em Portugal e o campeão de gastos públicos.

A sua "política de betão" foi bem concebida, mas como sempre, mal
planeada, o resultado de uma inepta, descoordenada e, às vezes
inexistente localização no modelo governativo do departamento do
Ordenamento do Território, vergado, como habitualmente, a interesses
investidos que sugam o país e seu povo.

Uma grande parte dos fundos da UE foram canalizadas para a construção
de pontes e auto-estradas para abrir o país a Lisboa, facilitando o
transporte interno e fomentando a construção de parques industriais
nas cidades do interior para atrair a grande parte da população que
assentava no litoral.
O resultado concreto, foi que as pessoas agora tinham os meios para
fugirem do interior e chegar ao litoral ainda mais rápido. Os parques
industriais nunca ficaram repletos e as indústrias que foram criadas,
em muitos casos já fecharam
Uma grande percentagem do dinheiro dos contribuintes da UE vaporizou
em empresas e esquemas fantasmas. Foram comprados Ferraris. Foram
encomendados Lamborghini. Maserati. Foram organizadas caçadas de
javali em Espanha. Foram remodeladas casas particulares. O Governo e
Aníbal Silva ficou a observar, no seu primeiro mandato, enquanto o
dinheiro foi desperdiçado. No seu segundo mandato, Aníbal Silva ficou
a observar os membros do seu governo a perderem o controle e a
participarem. Então, ele tentou desesperadamente distanciar-se do seu
próprio partido político. E ele é um dos melhores.
Depois de Aníbal A. Cavaco da Silva veio o bem-intencionado e humanitário,
António
Guterres (PS), um excelente Alto Comissário para os Refugiados e um
candidato perfeito para Secretário-Geral da ONU, mas um buraco negro
em termos de (má) gestão financeira. Ele foi seguido pelo diplomata
excelente, mas abominável primeiro-ministro José Barroso (PSD) (agora
Presidente da Comissão da EU, "Eu vou ser primeiro-ministro, só que
não sei quando") que criou mais problemas com seu discurso do que ele
resolveu, passou a batata quente para Pedro Lopes (PSD), que não tinha
qualquer hipótese ou capacidade para governar e não viu a armadilha.
Resultando em dois mandatos de José Sócrates; um Ministro do Ambiente
competente, que até formou um bom governo de maioria e tentou
corajosamente corrigir erros anteriores. Mas foi rapidamente asfixiado
por interesses instalados.
Agora, as medidas de austeridade apresentadas por este
primeiro-ministro, são o resultado da sua própria inépcia para
enfrentar esses interesses, no período que antecedeu a última crise
mundial do capitalismo (aquela em que os líderes financeiros do mundo
foram buscar três triliões de dólares de um dia para o outro para
salvar uma mão cheia de banqueiros irresponsáveis, enquanto nada foi
produzido para pagar pensões dignas, programas de saúde ou projectos
de educação).
E, assim como seus antecessores, José Sócrates, agora com minoria,
demonstra falta de inteligência emocional, permitindo que os seus
ministros pratiquem e implementem políticas de laboratório, que
obviamente serão contra-producentes. Pravda.Ru entrevistou 100
funcionários, cujos salários vão ser reduzidos. Aqui estão os
resultados:
Eles vão cortar o meu salário em 5%, por isso vou trabalhar menos
(94%). Eles vão cortar o meu salário em 5%, por isso vou fazer o meu
melhor para me aposentar cedo, mudar de emprego ou abandonar o país
(5%) Concordo com o sacrifício (1%) Um por cento. Quanto ao aumento
dos impostos, a reacção imediata será que a economia encolhe ainda
mais enquanto as pessoas começam a fazer reduções simbólicas, que
multiplicado pela população de Portugal, 10 milhões, afectará a
criação de postos de trabalho, implicando a obrigatoriedade do Estado
a intervir e evidentemente enviará a economia para uma segunda (e no
caso de Portugal, contínua) recessão. Não é preciso ser cientista de
física quântica para perceber isso. O idiota e avançado mental que
sonhou com esses esquemas, tem resultados num pedaço de papel, onde
eles vão ficar. É verdade, as medidas são um sinal claro para as
agências de ratings que o Governo de Portugal está disposto a tomar
medidas fortes, mas à custa, como sempre, do povo português. Quanto ao
futuro, as pesquisas de opinião providenciam uma previsão de um
retorno para o PSD, enquanto os partidos de esquerda (Bloco de
Esquerda e Partido Comunista Português) não conseguem convencer o
eleitorado de suas ideias e propostas.
Só em Portugal, a classe elitista dos políticos PSD/PS seria capaz de
punir o povo por se atrever a ser independente. Essa classe, enviou os
interesses de Portugal no ralo, pediu sacrifícios ao longo de décadas,
não produziu nada e continuou a massacrar o povo com mais castigos.
Esses traidores estão levando cada vez mais portugueses a questionarem
se deveriam ter sido assimilados há séculos, pela Espanha. Que
convidativo, o ditado português "Quem não está bem, que se mude".
Certo, bem longe de Portugal, como todos os que possam, estão fazendo.
Bons estudantes a jorrarem pelas fronteiras fora. Que comentário
lamentável para um país maravilhoso, um povo fantástico, e uma classe
política abominável.


Timothy Bancroft-Hinc
publicado por blogdaportugalidade às 19:38
link | comentar | favorito

ALGUÉM ACREDITA QUE PORTUGAL VAI PAGAR A DIVIDA SOBERANA ????

Assunto: FW: Folha salarial da Fundação Cidade de Guimarães

 

 

 

 

 

Reencaminhem, p.f., ao maior nº de contactos possível!

É imperioso e urgente que o nº máximo possível de Portugueses tomem conhecimento destas vergonhas!!!
Verdadeiro crime social!!! (entre muitos outros).


 


Folha salarial da Fundação Cidade de Guimarães 

 
Folha salarial (da responsabilidade da Câmara Municipal) dos
administradores e de outros figurões, da Fundação Cidade de Guimarães, criada para a Capital da Cultura 2012:

 
-  Cristina Azevedo - Presidente do Conselho de Administração:
    14.300 € (2 860 contos) mensais + Carro + Telemóvel + 500 € por reunião
-  Carla Morais - Administradora Executiva
    12.500 €  (2 500 contos) mensais + Carro + Telemóvel + 300 € por reunião
-  João B. Serra - Administrador Executivo
    12.500 € mensais + Carro + Telemóvel + 300 € por reunião
-  Manuel Alves Monteiro - Vogal Executivo
     2.000 € mensais + 300 € por reunião
 
Todos os 15 componentes do Conselho Geral, de entre os quais se
destacam Jorge Sampaio, Adriano Moreira, Diogo Freitas do Amaral e Eduardo Lourenço, recebem 300 € por reunião, à excepção do Presidente (Jorge Sampaio) que recebe 500 €.
 
Em resumo: 1,3 milhões de Euros por ano, em salários. Como a Fundação vai manter-se em funções até finais de 2015, as despesas com pessoal deverão ser de quase 8 milhões de Euros !!!
Reparem bem: Administradores ganhando mais do que o PR e o PM !
 
Esta obscenidade acontece numa região, como a do Vale do Ave, onde o desemprego ronda os 15 % !!!
Alguem acredita em leis anti-corrupção feita por corruptos?

publicado por blogdaportugalidade às 17:05
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Abril de 2011

PALAVRAS ESCRITAS PARA OS PORTUGUESES PENSAREM E RESOLVEREM....


Assunto: FOI PEDIDO O RESGATE - Medina Carreira

 

 

Bom, dado o que está em causa é tão só o futuro dos nossos filhos e a própria sobrevivência da democracia em Portugal, não me parece exagerado perder algum tempo a desmontar a máquina de propaganda dos bandidos que se apoderaram do nosso país. Já sei que alguns de vós estão fartos de ouvir falar disto e não querem saber, que sou deprimente, etc, mas é importante perceberem que o que nos vai acontecer é, sobretudo, nossa responsabilidade porque não quisemos saber durante demasiado tempo e agora estamos com um pé dentro do abismo e já não há possibilidade de escapar.
Estou convencido que aquilo a que assistimos nos últimos dias é uma verdadeira operação militar e um crime contra a pátria (mais um). Como sabem há muito que ando nos mercados (quantos dos analistas que dizem disparates nas TVs alguma vez estiveram nos ditos mercados?) e acompanho com especial preocupação (o meu Pai diria obsessão) a situação portuguesa há vários anos. Algumas verdades inconvenientes não batem certo com a "narrativa" socialista há muito preparada e agora posta em marcha pela comunicação social como uma verdadeira operação de
PsyOps, montada pelo círculo íntimo do bandido e executada pelos jornalistas e comentadores "amigos" e dependentes das prebendas do poder (quase todos infelizmente, dado o estado do "jornalismo" que temos).

Ora acredito que o plano de operações desta gente não deve andar muito longe disto:

  1. Narrativa: Se Portugal aprovasse o PECIV não haveria nenhum resgate. Verdade: Portugal já está ligado à máquina há mais de 1 ano (O BCE todos os dias salva a banca nacional de ter que fechar as portas dando-lhe liquidez e compra obrigações Portuguesas que mais ninguém quer - senão já teriamos taxas de juro nos 20% ou mais). Ora esta situação não se podia continuar a arrastar, como é óbvio. Portugal tem que fazer o rollover de muitos milhares de milhões em dívida já daqui a umas semanas só para poder pagar salários! Sócrates sabe perfeitamente que isso é impossível e que estávamos no fim da corda.  O resto é calculismo político e teatro. Como sempre fez.
  2. Narrativa: Sócrates estava a defender Portugal e com ele não entrava cá o FMI. Verdade: Portugal é que tem de se defender deste criminoso louco que levou o país para a ruína (há muito antecipada como todos sabem). A diabolização do FMI é mais uma táctica dos spin doctors de Sócrates. O FMI fará sempre parte de qualquer resgate, seja o do mecanismo do EFSF (que é o que está em vigor e foi usado pela Irlanda e pela Grécia), seja o do ESM (que está ainda em discussão entre os 27 e não se sabe quando, nem se, nem como irá ser aprovado).
  3. Narrativa: Estava tudo a correr tão bem e Portugal estava fora de perigo mas vieram estes "irresponsáveis" estragar tudo. Verdade: Perguntem aos contabilistas do BCE e da Comissão que cá estiveram a ver as contas quanto é que é o real buraco nas contas do Estado e vão cair para o lado (a seu tempo isto tudo se saberá). Alguém sinceramente fica surpreendido por descobrir que as finanças públicas estão todas marteladas e que os papéis que os socráticos enviam para Bruxelas para mostrar que são bons alunos não têm credibilidade nenhuma? E acham que lá em Bruxelas são todos parvos e não começam a desconfiar de tanto óasis em Portugal? Recordo que uma das razões pela qual a Grécia não contou com muita solidariedade alemã foi por ter martelado as contas sistematicamente, minando toda a confiança. Acham que a Goldman Sachs só fez swaps contabilísticos com Atenas? E todos sabemos que o engº relativo é um tipo rigoroso, estudioso e duma ética e honestidade à prova de bala, certo?
  4. Narrativa: Os mercados castigaram Portugal devido à crise política desencadeada pela oposição. Agora, com muita pena do incansável patriota Sócrates, vem aí o resgate que seria desnecessário. Verdade: É óbvio que os mercados não gostaram de ver o PEC chumbado (e que não tinha que ser votado, muito menos agora, mas isso leva-nos a outro ponto), mas o que eles querem saber é se a oposição vai ou não cumprir as metas acordadas à socapa por Sócrates em Bruxelas (deliberadamente feito como se fosse uma operação secreta porque esse aspecto era peça essencial da sua encenação). E já todos cá dentro e lá fora sabem que o PSD e CDS vão viabilizar as medidas de austeridade e muito mais. É impressionante como a máquina do governo conseguiu passar a mensagem lá para fora que a oposição não aceitava mais austeridade. Essa desinformação deliberada é que prejudica o país lá fora porque cria inquietação artificial sobre as metas da austeridade. Mesmo assim os mercados não tiveram nenhuma reacção intempestiva porque o que os preocupa é apenas as metas. Mais nada. O resto é folclore para consumo interno. E, tal como a queda do governo e o resgate iminente não foram surpresa para mim, também não o foram para os mercados, que já contavam com isto há muito (basta ver um gráfico dos CDS sobre Portugal nos últimos 2 anos, e especialmente nos últimos meses). Porque é que os media não dizem que a bolsa lisboeta subiu mais de 1% no dia a seguir à queda? Simples, porque não convém para a narrativa que querem vender ao nosso povo facilmente manipulável (julgam eles depois de 6 anos a fazê-lo impunemente).

Bom, há sempre mais pontos da narrativa para desmascarar mas não sei se isto é útil para alguém ou se é já óbvio para todos. E como é 5ª feira e estou a ficar irritado só a escrever sobre este assunto termino por aqui. Se quiserem que eu vá escrevendo mais digam, porque isto dá muito trabalho.

Henrique Medina Carreira.

publicado por blogdaportugalidade às 23:13
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. ...

. RUI PINTO

. REFLEXÕES SOBRE O SISTEMA...

. ...

. NINGUÉM SE PREOCUPA CO...

. ESBANJAMENTO DE DINHEI...

. E ASSIM SE VAI VE...

. LER PORTAGENS NAS SCUTS,...

. UMA CARTA DE RUY DE CA...

. MOVIMENTO CONTRA O NAO : ...

.arquivos

. Agosto 2020

. Setembro 2019

. Março 2019

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.favorito

. AH....GRANDE VINTE E CIN...

. As novas oportunidades

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub