Quinta-feira, 30 de Setembro de 2010

POR QUE ESTAMOS NA FALÊNCIA??? SÓ 58.000 FP dá para pagar a este conjunto ...

de setembro de 2010 20:11




(Só falta nesta lista o teu ordenado!)





É favor divulgar!



 

 

 

PORQUE ESTAMOS NA FALÊNCIA?????? 

 

420.000,00 €

TAP

administrador

Fernando Pinto

371.000,00 €

CGD

administrador

Faria de Oliveira

365.000,00 €

PT

administrador

Henrique Granadeiro

250.040,00 €

RTP

administrador

Guilherme Costa

249.448,00 €

Banco Portugal

administrador

Vítor Constâncio

247.938,00 €

ISP

administrador

Fernando Nogueira

245.552,00 €

CMVM

Presidente

Carlos Tavares

233.857,00 €

ERSE

administrador

Vítor Santos

224.000,00 €

ANA COM

administrador

Amado da Silva

200.200,00 €

CTT

Presidente

Mata da Costa

134.197,00 €

Parpublica

administrador

José Plácido Reis

133.000,00 €

ANA

administrador

Guilhermino Rodrigues

126.686,00 €

ADP

administrador

Pedro Serra

96.507,00 €

Metro Porto

administrador

António Oliveira Fonseca

89.299,00 €

LUSA

administrador

Afonso Camões

69.110,00 €

CP

administrador

Cardoso dos Reis

66.536,00 €

REFER

administrador

Luís Pardal: Refer

66.536,00 €

Metro Lisboa

administrador

Joaquim Reis

58.865,00 €

CARRIS

administrador

José Manuel Rodrigues

58.859,00 €

STCP

administrador

Fernanda Meneses

3.706.630,00 €

 

 

 

       

51.892.820,00 €

     Valor do ordenado anual (12 meses + subs Natal + subs férias)

   

926.657,50 €

Média Prémios

 

 

52.819.477,50 €

 

 

 

       

900,00 €

     Média de um funcionário público

   
       

58.688,31 - nº de funcionários públicos que dá para pagar com o mesmo dinheiro

     

E DEPOIS AINDA QUEREM SABER SE A MALTA ESTÁ DISPOSTA A ABDICAR DO SUBSÍDIO DE FÉRIAS E/OU NATAL PARA AJUDAR O PAÍS...

     

 

 

publicado por blogdaportugalidade às 22:54
link do post | comentar | favorito
|

E DONDE SAI O DINHEIRO E QUEM PAGA O IRS;O IVA E OUTRAS COISAS???

 

EDP paga 3 milhões por aulas do ex-ministro Manuel Pinho em Nova Iorque..

 

Por isso é que estamos como estamos, "pobres e alegretes, mas benfeitores"...

 

15 Agosto, 2010 Posted by Ramiro Marques in http://www.profblog.org/2010/08/edp-paga-3-milhoes-por-aulas-do-ex.html

 

Lembram-se do ministro que se demitiu por fazer corninhos no Parlamento? Um tal Manuel Pinho, alto quadro do BES?

Pois bem, Manuel Pinho vai dar aulas sobre energias renováveis, na Universidade de Columbia, por quatro anos e quem paga não são os americanos, somos nós, os parolos, que estamos presos ao monopólio da eléctrica portuguesa. O website da Columbia University está linkado a outro que refere que as aulas de Manuel Pinho são pagas pela EDP e custam apenas 3 milhões de euros. A EDP não comenta nem revela o montante.

 

Por um preço tão elevado, acredito que Manuel Pinho saberá muito de energias renováveis, apesar de ser licenciado e doutorado em... Economia.

 

Global Leader in Renewable Energy Will Teach at SIPA

 

Back to News & Events

 

In the fall semester of 2010, Manuel Pinho, former Portuguese minister of the economy and innovation, will serve as visiting professor at Columbia’s School of International and Public Affairs (SIPA).  In this role, Pinho will help oversee lectures and other new programming to advance education about non-traditional sources of energy.  Read more about Pinho and Portugal’s global leadership on energy in the New York Times, which notes that Pinho “largely masterminded the transition” Portugal has made to renewable energy.

 

SIPA is developing the programming, to launch this fall and to be announced soon, with the support of a gift from Energias de Portugal, S.A. (EDP), one of Europe’s largest energy operators and one of the world’s largest producers of wind energy.

Pinho, a former director of the European Investment Bank and economist at the International Monetary Fund, also will work with SIPA to oversee the development of new coursework, fieldwork, and research through its Energy and Environment concentration.  The concentration provides students with the knowledge base and analytical tools needed to address the challenge of sustainably and responsibly powering the developed and developing nations of the world.

Beginning in 2011, SIPA will host each fall semester nearly two dozen students from Portugal’s Instituto Universitário de Lisboa’s Business School (ISCTE), who will enroll in energy-related courses at SIPA. More [August 9, 2010]

 

in http://www.sipa.columbia.edu/news_events/announcements/ManuelPinho08092010.html

publicado por blogdaportugalidade às 22:47
link do post | comentar | favorito
|

NINGUÉM FUNCINÁRIO PÚBLICO COMPRE O EXPRESSO

Eu não compro mais o Expresso enquanto este senhor lá escrever!

 

 

Crónica de um tal Henrique Raposo no Expresso [a verde] … E a seguir, a competente reposta!!!

 

Cortar nos salários da função pública

Todos os países a viver uma situação semelhante à nossa já cortaram nos salários da função pública. Nós precisamos de fazer a mesma coisa. Se não o fizermos, o FMI tratará do assunto.

I. Meus amigos, nós estamos a pagar 6% sobre a nossa dívida. Isto é insustentável. A cada hora (repito: a cada hora), o Estado endivida-se em 2.5 milhões de euros. Isto é insustentável. O governo tem de reduzir a despesa pública, e só há uma forma séria de o fazer: cortar nos salários da função pública. Sem um corte na massa salarial dos funcionários do Estado, será impossível controlar a despesa. Impossível. Acabou a festa, meus amigos. Nós não podemos gastar 15% do PIB só em salários do funcionalismo público. Não podemos. 15 cêntimos de cada euro que v. ganha, caro leitor, são destinados aos salários da função pública. Acha isto justo?

II. O drama de Portugal é este: o Estado endivida-se para abastecer os direitos adquiridos do statu quo, e não para fazer reformas-chave. O problema é que esta dívida enorme que estamos a acumular é apenas para gastos de tesouraria. Perante isto, meus amigos, a primeira coisa a fazer é esta: cortar nos insustentáveis salários da função pública. Se o governo não o fizer (e o PSD e CDS deviam apoiar o PS nesse sentido), o FMI tratará disso no dia em que o Estado não arranjar dinheiro para pagar o 13.º mês aos seus santos funcionários. E esse dia está a chegar. 

III. A este respeito, convém reler um artigo de Pedro Maia Gomes (professor na Universidade Carlos III, Madrid), publicado no Expresso de 4 de Setembro. As contas dos privilégios insustentáveis dos funcionários públicos começam assim: "pessoas com características similares recebem mais 16% de salário no sector público". Depois, os salários da função pública sobem sempre, e nunca estão anexados à produtividade. Numa empresa (i.e., na realidade) aumentos acima da produtividade significam a falência. No Estado, esta prática irracional é conhecida pelo eufemismo de "direitos adquiridos". 

IV. Perante esta realidade, uma redução nos salários da função pública seria sempre uma medida justa, no sentido de atenuar a assimetria entre o público e o privado. Ora, na actual conjuntura, um corte na função pública não é só justo: é igualmente necessário. Segundo Pedro Maia Gomes, um corte de 10% na função pública permitiria reduzir 2 mil milhões de euros por ano na despesa (1.4% do PIB). É aqui que devemos cortar, e não nos apoios sociais como o subsídio de desemprego. Mas repare-se no seguinte: José Sócrates já mexeu em todos os subsídios, mas ainda não mexeu onde devia ter mexido: nos salários da função pública.

PS: Convém lembrar que nos paraísos nórdicos os funcionários públicos têm sempre salários mais baixos do que no sector privado. E é o que faz sentido: porque um trabalhador do estado terá sempre mais segurança do que um trabalhador do sector privado. Mas, em Portugal, os nossos santos funcionários públicos têm o melhor dos dois mundos: salários mais altos e segurança à prova de bala.

 

 

É assim:

Uma crónica aqui, um comentário ali, um “estudo”  acolá, um perito conferencia em qualquer lado e, paulatinamente, torna-se uma inevitabilidade “15 cêntimos de cada euro que v. ganha, caro leitor, são destinados aos salários da função pública “  fica-me uma interrogação -quanto pagou ele de impostos? Não sei, não posso saber, há sigilo fiscal, no entanto o meu salário é público. Está disponível na internet e em papel no Diário da República. Sobre esse salário também eu paguei os 15 cêntimos por cada euro que realmente ganhei. Sim, por cada euro que realmente ganhei pois eu não recebo envelopes no final do ano, nem tenho carro da empresa, nem telefone, nem criei uma empresa à qual pertence a minha casa e os meus carros. Não tenho nada, apenas o meu salário que é público, sem sigilo. Ainda hoje lia no jornal que os gestores da REN são obrigados a entregar declaração de rendimentos mas requereram que ela ficasse sigilosa. Porquê ? Porque é o meu ordenado público e o deles não?

Ah os malditos dos funcionários públicos… E as parcerias público-privadas que sugam mais dinheiro que um tornado do Arkansas? E os Magalhães que rapidamente foram encostados? E as SCUT (lembram-se de João Cravinho, o pai delas e grande “combatente contra a corrupção” que, coitado, lá foi trabalhar para o estrangeiro para um bom tacho) criação deste partido que agora acaba com elas. E a Liscont dos contentores, e a Lusoponte de Ferreira do Amaral e agora de Jorge Coelho através da Mota Engil dona da AENOR que era presidida (se calhar ainda é) por Luís Parreirão Gonçalves, presidente também de não sei quantas SCUT, que era secretário de Estado do governo de Guterres que…criou as SCUT e concessionou várias ? E os pareceres jurídicos encomendados a sociedades de advogados e pagos a pesos de ouro? E os 30 milhões de euros pagos à GESCOM do grupo Espírito Santo por intermediação na compra dos submarinos? E..? E..? E…?

E quem paga isso tudo? Os 15 cêntimos sobre todo e cada euro que eu, funcionário público de salário público não sigiloso, recebo. E agora querem que ganhe menos para terem mais dinheiro para mais pareceres, mais comissões, mais parcerias da treta.

E a verdade é só uma, querem que eu passe a ganhar menos mas pagar…bom, pagar vou continuar a pagar o mesmo ou mais.

Será que Henrique Raposo está disposto a mostrar em que carro anda, em que casa mora e sobre quanto pagou impostos?

Eu estou,

Quantos deste gurus estão ?

 

publicado por blogdaportugalidade às 22:37
link do post | comentar | favorito
|

VAMOS FECHAR A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA....E POMOS LÁ OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS

 


 Diário da República nº 28 - I série- datado de 10 de Fevereiro de 2010
 - RESOLUÇÃO da Assembleia da República nº 11/2010.
 
Pode aceder através do site http://WWW.dre.pt


Vamos ler;
Algumas rubricas do orçamento da Assembleia da Republica
 1 - Vencimento de Deputados ...............................12 milhões 349 mil Euros
 2 - Ajudas de Custo de Deputados..........................2 milhões 724 mil Euros
 3 - Transportes de Deputados ................................3 milhões 869 mil Euros
 4 - Deslocações e Estadas ...................................2 milhões 363 mil Euros
 5 - Assistência Técnica (??) ..................................2 milhões 948 mil Euros
 6 - Outros Trabalhos Especializados (??) ...............3 milhões 593 mil Euros
 7 - RESTAURANTE,REFEITÓRIO,CAFETARIA........961 mil Euros
 8 - Subvenções aos Grupos Parlamentares..............970 mil Euros
 9 - Equipamento de Informática .............................2 milhões 110 mil Euros
10- Outros Investimentos (??) .................................2 milhões 420 mil Euros
11- Edificios ..........................................................2 milhões 686 mil Euros
12- Transfer's (??) Diversos (??).............................13 milhões 506 mil Euros
13- SUBVENÇÃO aos PARTIDOS na A. R. ...........16 milhões 977 mil Euros
14- SUBVENÇÕES CAMPANHAS ELEITORAIS ....73 milhões 798 mil Euros
 NO TOTAL a DESPESA ORÇAMENTADA para o ANO de 2010, é :€ 191 405 356,61
 (191 Milhões 405 mil 356 Euros e 61 cêntimos) - Ver Folha 372 do acima identificado Diário da República nº 28 - 1ª Série -, de 10 de Fevereiro de 2010.
 
E são estes sujeitinhos que depois pedem sacrifícios ao povo.

 

 

Postado por Fonseca dos Santos em 30 SET2010,em LISBOA

 

publicado por blogdaportugalidade às 22:31
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 29 de Setembro de 2010

PORTUGUESES DESEMPREGADOS;QUE VÂO VER PENSÔES REDUZIDAS:::

SR PRESIDENTE DA REPÚBLICA...VEJA OS VENCIMENTOS DO PESSOAL DA
RTP_que também faz SERVIÇO PÚBLICO_ Não diz NADA??? Não é uma vergonha até por que os portugueses descontam a taxa do AUDIOVISUAL,em quaisquer condições,tenham ou não televisão,tenham ou não Operadoras de telemóveis e a televisão seja nacional ou estrangeira...

LEIA SR PRESIDENTE que diz ser de todos os portugueses,mas não sabe da realidade do país...Garanto-lhe  

 

 

 

INDIGNEM-SE,     RECLAMEM...

 

Divulga, é vergonhoso!              


ESCANDALOSO!!! RTP - EMPRESA PÚBLICA PAGA SALÁRIOS OFENSIVOS

AJUDEM A DIVULGAR   [mas apagar cada emissor]

SALÁRIOS COMO ESTES É QUE O GOVERNO DEVE CORTAR TANTO NO SUBSÍDIO DE
FÉRIAS E DE NATAL, COMO BAIXÁ-LOS EM 50% E NÃO APENAS EM 5% !!!
RAPIDAMENTE O PAÍS SAIRIA DA RECESSÃO E AÍ SIM, SERIA O "CAMPEÃO DO
CRESCIMENTO" COMO AFIRMOU SÓCRATES HÁ UNS TEMPOS ATRAS NUM JORNAL
DIÁRIO.

E ainda se pensa que os Professores e os F.Públicos é que ganham bem...

Tratando-se a RTP de uma empresa pública, sustentada pelos nossos
impostos, interessante era comparar tais salários com os praticados na
SIC e TVI, empresas privadas.

Judite de Sousa (14.720 €), José Alberto de Carvalho (15.999 €) e José
Rodrigues dos Santos (14.644 €), o dobro do que recebe o
primeiro-ministro José Sócrates e muito mais que o Presidenteda
República.
José Alberto Carvalho tem como vencimento ilíquido e sem contar com as
ajudas de custos a quantia de 15.999 €/mês, como director de
informação.
A directora-adjunta. Judite de Sousa, 14.720 €.
José Rodrigues dos Santos recebe como pivôt 14.644 €/mês.
O director-adjunto do Porto, Carlos Daniel aufere 10.188 € brutos,
remunerações estas que não contemplam ajudas de custos, viaturas Audi
de serviço e mais o cartão de combustíveis Frota Galp.
De salientar que o Presidente da República recebe mensalmente o
salário ilíquido de 10.381 € e o primeiro-ministro José Sócrates
recebe 7.786 €

Outros escândalos:-

Director de Programas, José Fragoso: 12.836 euros-
Directora de Produção, Maria José Nunes: 10.594 €-
Pivôt João Adelino Faria: 9.736 €
Director Financeiro, Teixeira de Bastos: 8.500€-
Director de Compras, Pedro Reis: 5.200€-
Director do Gabinete Institucional (?), Afonso Rato: 4.000€-
Paulo Dentinho, jornalista: 5.330€-
Rosa Veloso, jornalista: 3.984€-
Ana Gaivotas, relações públicas: 3.984€-
Rui Lagartinho, repórter: 2.530€-
Rui Lopes da Silva, jornalista: 1900€-
Isabel Damásio, jornalista: 2.450€-
Patrícia Galo, jornalista: 2.846€-
Maria João Gama, RTP Memória: 2.350€-
Ana Fischer, ex-directora do pessoal: 5.800€-
Margarida Neves de Sousa, jornalista: 2.393€-
Helder Conduto, jornalista: 4.000€-
Ana Ribeiro, jornalista: 2.950€-
Marisa Garrido, directora de pessoal: 7.300€-
Jacinto Godinho, jornalista: 4.100€-
Patrícia Lucas, jornalista: 2.100€-
Anabela Saint-Maurice: 2.800€-
Jaime Fernandes, assessor da direcção: 6.162€-
João Tomé de Carvalho, pivôt: 3.550€-
António Simas, director de meios: 6.200€-
Alexandre Simas, jornalista nos Açores: 4.800€-
António Esteves Martins, jornalista em Bruxelas: 2.986 € (sem ajudas)-
Margarida Metelo, jornalista: 3.200 €

ISTO É UM ESCÂNDALO!!!

Vencimentos justos: Directores: 5.000 € sem ajudas de custos
Pivôt: 3.500 € sem ajudas de custos
Jornalistas: Três escalões -
Escalão A: 3.000 €
Escalão B: 2.400 €
Escalão C: 1.900 €
Tanto mal dizem estes jornalistas, dos Funcionários Públicos... queria
dizer Trabalhadores em Funções Públicas

 
publicado por blogdaportugalidade às 15:26
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 28 de Setembro de 2010

Militarismos ( 9 ) Despesismos e custos abusivos...

publicado por blogdaportugalidade às 18:13
link do post | comentar | favorito
|

COMO SE DEVE " CHAMAR A POLICIA ".....

 

Assunto: Fwd: APRENDAM A CHAMAR A POLÍCIA
 
 
Tenho sono muito leve, e numa noite destas notei que havia alguém
andando sorrateiramente no quintal de casa.
Levantei-me em silencio e fiquei acompanhando os leves ruí­dos que
vinham lá de fora, até ver uma silhueta a passar pela janela do
quarto.
Como a minha casa é muito segura, com  alarme, grades nas janelas e
trancas internas nas portas, não fiquei muito preocupado, mas claro
que não ia deixar o ladrão ali, a actuar tranquilamente.
Liguei baixinho para a POLíCIA, informei qual era a situação e o meu endereço.

Perguntaram-me se o ladrão estava armado ou se já estava no interior
da casa. Esclareci que não e disseram-me que não havia nenhuma viatura
perto para ajudar, mas que iriam mandar alguém assim que fosse
possível.

Um minuto depois liguei de novo e disse com a voz calma:

-Eu liguei há pouco porque estava um intruso no meu quintal. Não é
preciso terem pressa.
Eu já matei o ladrão com um tiro de pistola calibre 9 mm, que tenho
guardada em casa há anos para estas situações. O tiro acertou-lhe
mesmo na cara!

Passados menos de tres minutos, estavam na minha rua cinco carros da
POLíCIA, o INEM, um helicóptero, uma unidade de resgate, duas equipes
da TVI e da SIC e um grupo de defesa dos direitos humanos, que não
perderiam isso por nada neste mundo.
Prenderam o ladrão em flagrante, que ficou com cara de parvo a olhar
para aquilo tudo. Talvez estivesse a pensar que era a casa do
Comandante da  POLíCIA.
No meio do tumulto, um comissário  aproximou-se de mim e disse:
-Pensei que tivesse dito que tinha matado o ladrão
Eu respondi:

- Pensei que tivesse dito que não havia nenhuma  viatura disponível.
publicado por blogdaportugalidade às 16:49
link do post | comentar | favorito
|

Manuela ...tinha razão...Andamos Há anos a " BATER " no mesmo...até bater no FUNDO

 


 
Queime-se a "bruxa"

 

Lembrar Manuela Ferreira Leite

Manuela Ferreira Leite tinha razão: o endividamento era o nosso maior problema. A ex-presidente do PSD apontou para a realidade.

E, na resposta, o que fez o país? Disse, com desprezo, "por amor de deus!", como José Sócrates.

 
I. É bom ter memória. Há um ano, Ferreira Leite e José Sócrates enfrentaram-se num debate televisivo, o mais importante das eleições legislativas. Na altura, eu disse que Ferreira Leite saiu vencedora desse embate. "Ah, estás louco?", foi a reacção de boa parte das pessoas. "Então não vês que ele é melhor na TV?!".
 
Pois, de facto, Sócrates é mais fotogénico do que Ferreira Leite. Mas há um problema grandote nessa abordagem: a Política não é a Chuva de Estrelas.
 
Para mal dos pecados de propagandistas como Sócrates, a política tem de lidar com a realidade a não com a realidade virtual do power point.
 
Enquanto Ferreira Leite falou da realidade, José Sócrates criou a sua realidade paralela, onde o TGV era imprescindível e onde o endividamento não era um problema. Lembram-se do que dizia José Sócrates quando Ferreira Leite levantava o problema do endividamento?
 
Eu ajudo: o primeiro-ministro punha um ar de desprezo e dizia "por amor de deus", ou "basta de bota-abaixismo".
 
Na altura, escrevi isto:
Vasco Pulido Valente afirmou que este foi um embate "entre um propagandista (aliás, bom) e uma pessoa séria". Eu diria que foi um embate entre um político que nunca sai do power point virtual (Sócrates) e um político que nunca sai da realidade (Ferreira Leite). Sócrates desprezou, por completo, o problema do endividamento. Como é que o PM pode desprezar o facto mais marcante da economia portuguesa?
 
Um ano depois, não mudo uma linha. Mais: desde Novembro (dois meses depois das eleições), o país vive ensombrado pela dívida e pela incapacidade do PS em lidar com esse problema.
 
II. Ferreira Leite tinha razão, mas o país não quis saber. Preferiu ir na cantiga do propagandista. Sim, Ferreira Leite nunca percebeu que, em democracia, não basta ter razão. É preciso criar um discurso que entre no ouvido das pessoas. Sem dúvida: Ferreira Leite falhou neste ponto.
 
Mas também não se pode esquecer a forma como a elite (jornalistas e comentadores) trataram Ferreira Leite. A "velhota" era sempre gozada.
 
Eu até percebo que o "povo" vá na cantiga irrealista de José Sócrates. Mas já não percebo a forma como a elite se comportou. Não percebo. Este elite (jornalistas e comentadores) deve vigiar o poder, deve comparar o discurso com a realidade.
 
Ora, Ferreira Leite tinha razão, os factos deram-lhe razão, e, mesmo assim, a ex-Presidente do PSD continua a ser "gozada" pela elite. O que isto nos diz sobre a nossa cultura política?
 
III. Setembro de 2010 está a meter todo o peso da realidade nos argumentos de Ferreira Leite. Aqueles que, em Setembro de 2009, apenas gozavam com Ferreira Leite deviam pensar naquilo que andam a fazer.
 
Política não é a Chuva de Estrelas.
Henrique Raposo, Expresso
 

 post por Fonseca dos Santos,em 28SET2010,em Lisboa

publicado por blogdaportugalidade às 16:35
link do post | comentar | favorito
|

O EXEMPLO VEM DE CIMA E assim acredito que a AR entre em consenso,nem que seja para garantir o lugar da cadeira por mais um ano...

A Nice, la police en Segway.

 

    AFINAL ,VAMOS PARA O CONGELAMENTO DAS FROTAS ESTATAIS;PRIVADAS E NÃO PRIVADAS....CASO NÃO ACATEM ESTA RESOLUÇÃO SERÃO

 

APLICADAS MAIS VALIAS  POR USO GRATUITO DE FROTA:::: ERA ASSIM????

 

 

Afinal ,a tal emprêsa que ia adquirir as 400 viaturas para os executivos optou por este sistema,que além de não ser poluente ,facilita o trânsito lisboeta e se vierem a ser utilizados pelos nossos deputados ,até poderão entrar pelos corredores dos passos perdidos...

 

Não tenho dúvidas ,agora é que vai ser poupar na despeswa do ESTADO...

publicado por blogdaportugalidade às 00:01
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 27 de Setembro de 2010

GOZO...É UMA ILHA DE MALTA,mas a " MALTA" já goza com estas coisas...Veja-se o post anterior ...Não é só a EDUCAÇÃO...JULGO QUE PORTUGAL ESTá ASSIM...



 
> Eis o que circula por aí!...
>
>
> À porta do Ministério da Educação, na Av. 5 de Outubro, foi
> encontrado um recém-nascido abandonado.
> O bebé foi limpo e alimentado pelos funcionários que decidiram dar
> conhecimento do assunto à Ministra da Educação.
> Depois de oito dias, é emitido o seguinte despacho, dirigido ao Secretário
> de Estado:
>
> Forme-se um Grupo de Trabalho para investigar:
>
> a) - Se o 'encontrado' é produto doméstico deste Ministério;
> b) - Se algum funcionário deste Ministério se encontra com responsabilidades
> neste assunto.
>
> Após um mês de investigação, o Grupo de Trabalho, conclui:
>
> 'O encontrado' nada tem a ver com este Ministério pelas razões seguintes:
>
> a) - Neste Ministério não se faz nada por prazer nem por amor;
> b) - Neste Ministério jamais duas pessoas colaboram intimamente para fazerem
> alguma coisa de positivo;
> c) - Neste Ministério tudo o que se faz não tem pés nem cabeça;
> d) - No arquivo deste Ministério nada consta que tivesse estado terminado em
> apenas 9 meses.
>
>

publicado por blogdaportugalidade às 21:33
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14

19
20
21
22

24
26
27
29

30


.posts recentes

. NINGUÉM SE PREOCUPA CO...

. ESBANJAMENTO DE DINHEI...

. E ASSIM SE VAI VE...

. LER PORTAGENS NAS SCUTS,...

. UMA CARTA DE RUY DE CA...

. MOVIMENTO CONTRA O NAO : ...

. UMA CARTA AO SR (SENHO...

. CONGRESSO DEMOCRÁTICO DAS...

. AFINAL ,QUEM É O SINDI...

. PARA TODOS OS PORTUGUESES...

.arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.favorito

. AH....GRANDE VINTE E CIN...

. As novas oportunidades

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds