Domingo, 14 de Junho de 2009

RESCALDO DAS ELEIÇÕES PARA A EUROPA

 

 

  ASSENTOU  A POEIRA

 

No entanto ainda a dança das cadeiras do poder continua...

Julgo qe o PÔVO quer outra forma de GOVERNAR  ,não um tipo de ditadura como estas instaladas após o 25 de ABRIL...

Logo ,dias depois do 25 A, começaram a chegar os RETORNADOS ,europeus ,.da politica .

E colaram -se ao poder ,de tal maneira,que já mete nôjo olhar para a Televisão portuguesa...São sempre as mesmas pessoas ,quer sejam politicos/governantes,sindicalistas,autarcas,lobies de apoios de partidos,simpatizantes,amigos ,familiares,etc,etc.

 

Julgo que os portugueses ,do que não gostam é da ARROGÂNCIA,da forma de estar na

SALA DAS BARRIGAS,das influências,do jôgo por baixo da mêsa...

 

Por outro lado,de uma forma geral NÃO GOSTA DO PAPEL DO PRESIDENTE...

Os portugueses sentem-se enganados com as "presidências abertas" ,com os roteiros...e

com as promessas sobretudo dos politicos em actos eleitorais,em entrevistas e ainda a

arrogância de cada um na Televisão..

Mas ,deve-se MUDAR DE PÔVO ou de governantes ???Repare-se que há 35 anos estar

na politica SEM MELHORAR as condições de VIDA dos portugueses,julgo que demasiado...

 

Mas também,mistura-se o que é politica com a administração...É verdade.

Há lugares politicos e DEVE haver lugares administrativos.

Antigamente os lugares das juntas de freguesia e Câmaras eram lugares administrativos...,

independentemente dos govêrnos serem socialistas ou de outros partidos...

Havia mais calma para ADMINISTRAR-planear-orçamentar-coordenar e fiscalizar...

É o que falta neste país...TUDO JOGA para a politica,o BEM ESTAR dos portgueses é uma

pura ficção e é por isto que ESTAMOS NA CAUDA DA EUROPA..

Bem, estamos na cauda da Europa nestes aspectos ,por que há outros em que seremos

com certeza os  ( ou dos ) primeiros...

E é por esta falta de ADMINISTRAÇÃO( pública ou privada) que se vêem DERRAPAR as

OBRAS...,então as OBRAS PÚBLICAS,chegam a triplicar...

NINGUÉM DE GOVERNANTES ,ou até o Presidente da REPÚBLICA,põe côbro nisto...

Bem ,é o que temos,o que merecemos e um dia virá que nem o que temos é nosso..

 

Pensando nisto,pode-se perguntar ...valeu a pena a ABSTENÇÃO NESTAS ELEIÇÕES????

63 %...Podia ter sido mais...,mas penso que esta abstenção DEVE ALERTAR O PRESIDENTE  da REPÚBLICA e os govêrnos...

Repare-se que votando em listas,às vezes sai-nos cada pardal...

Faltam-nos politicos com experiência...e os que tem a experiência NÃO QUEREM ENTRAR

no JÔGO da POLITICA...Há politicos que vem da ESCOLA directamente para a politica...

Há "putos",como lhe chamam ,que nem sequer exerceram a sua profissão..e se a exerceram apenas por acumulação com o serviço público...

Também não percebo bem,como é que se podem exercer cargos públicos e estão a tirar ao mesmo  tempo " uma RECICLAGEM " ou um curso...e muitas vezes IMPÔSTO pelos sindicatos ,vejam,com prejuizo do SERVIÇO PÚBLICO...

 

 

MEDITEMOS

 

14 de Junho de 2009

 

Fonseca dos Santos

publicado por blogdaportugalidade às 19:28
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 4 de Junho de 2009

...




Subject: (des)ajustes directos em Portugal +





NÃO HÁ VERGONHA NESTE PAÍS !
 

     Para quem não é de cá, ou não sabe o que são os "ajustes directos", eu explico. Como gastar o *dinheiro público *é uma coisa que deve ser feita com muita responsabilidade, a maior parte dos fornecedores das entidades públicas é seleccionada por concurso público, onde vários fornecedores apresentam a sua melhor proposta, sendo depois escolhida a "melhor" em função de vários critérios (preço mais barato, serviços apresentados, etc).

     No entanto, como se imagina, isto é impraticável de ser feito para tudo o que uma câmara municipal, faculdade, universidade, etc. tenha que comprar. E portanto, há coisas que são compradas directamente, a quem eles muito bem entenderem... e aparentemente, ao preço que muito bem lhes apetecer!
     E finalmente, graças ao
Portal da Transparência, podemos ver finalmente onde e como esse dinheiro é gasto.

     Agora, expliquem-me, porque eu devo estar a ver mal, como é que se justifica:
 
 1) gastar
mais de 10.000,00 euros num GPS para um instituto público como o "ISEP" - quando nos dizem que não há dinheiro para baixar as propinas aos alunos...

 2) Aquisição de
1 armário-persiana; 2 mesas de computador; 3 cadeiras c/rodízios, braços e costas altas - pela módica quantia de 97.560,00 Euros (!!!)

3) Em Vale de Cambra vai-se mais longe. Se pensam que o
Ferrari do Cristiano Ronaldo é caro, esperem para ver quanto custa
um autocarro de 16 lugares para as crianças: 2.922.000,00 Euros (é isso mesmo: quase 3 milhões de Euros???

4) No Alentejo, as reparações de fotocopiadoras também não ficam baratas: 
Reparação de 2 Fotocopiadores WorkCentre Pró 412 e Fotocopiador WorkCentre PE 16 do Centro de Saúde de Portel : 45.144,00 Euros.

5) Ao menos em Alcobaça a felicidade e alegria as crianças fala mais alto: 8.849,60 Euros para a Concentra em
brinquedos para os filhos dos funcionários da câmara !
     Crianças... se não receberam uma Nintendo Wii no Natal, reclamem ao Pai Natal, porque alguém vos atrofiou o esquema!
 
6) Mas voltemos ao Alentejo, onde - por uns meros 375.600,00 Euros se podem adquirir:  
14 módulos de 3 cadeiras em viga e 10 módulos de 2 cadeiras em viga . Ora... 14x3 + 10x2 =  62 cadeiras... a 375.600,00 euros dá um custo de... 6.058,00 Euros por cadeira!
     Mas, pensando bem, num país onde quem precisa de ir a um hospital passa mais tempo sentado à espera do que a ser atendido, talvez justifique investir estes montantes no conforto dos utentes...
 
7) Em Ílhavo, a informática também está cara:
3 computadores e mais uns acessórios custam 380.666,00 Euros.  Sem dúvida, uns /supercomputadores /para a Câmara Municipal conseguir descobrir onde andam a estourar o orçamento.
 
8) Falando em informática, se se interrogam sobre o facto da Microsoft ser tão amiga do nosso País, e de como o Bill Gates é/era o homem mais rico do mundo... é fácil quando se olham para as contas: *
Renovação do licenciamento do software Microsoft : 14.360.063,00 Euros.
Já diz o ditado popular: Dezena de milhão a dezena de milhão, enche a Microsoft o papo!
 
9) Mas, para acabar em pleno, "cagar" na capital fica caro meus amigos!
     A Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa gastou 5.806,08 Euros em 
9.072 rolos de papel higiénico! Ora, uma pesquisa rápida pela net revelou-me que no Jumbo facilmente encontro rolos de papel higiénico (de folha dupla, pois claro! - pois não queremos tratar indignamente os rabos dos nossos futuros doutores) por cerca de 0,16 Euros a unidade... Mas na Faculdade de Letras, aparentemente isso não é suficiente, e o melhor que conseguiram foi um preço de 0,64 Euros a unidade! É "apenas" quatro vezes mais do que qualquer consumidor consegue comprar - e sem sequer pensarmos no factor de "descontos" para tais quantidades industriais.
     Num País minimamente decente, eu deveria poder exigir que me devolvessem o valor pago em excesso, não?
     Mandava o link para a Faculdade de Letras de Lisboa, e exigia que me devolvessem os 4.000 e tal euros pagos a mais. (Se comprassem no Jumbo, teriam pago apenas 1.451 euros pelo mesmo número de rolos de papel higiénico.)

Ó MEUS AMIGOS.... como é que é possível justificarem estas situações?
     Que, como se pode imaginar, não são as únicas. Se continuasse a pesquisar nunca mais parava - como por exemplo,
os mais de 650 mil euros gastos em vinho tinto e branco em Loures
.
     Leitores de Loures, não têm por aí nada onde estes 650 mil euros fossem melhor empregues?!?
 
     É preciso ser doutor, ou engenheiro, ou ministro, ou criar uma comissão de inquérito, para perceber como o dinheiro dos nossos impostos anda a ser desperdiçado?
     Isto até me deixa doente... é mesmo deitar o dinheiro pela retrete abaixo literalmente, no caso da Faculdade de Letras de Lisboa!)
 

     Querem mais?
     Divirtam-se no *portal da transparência* <http://transparencia-pt.org/>!

     Sugestões de pesquisa: viagens, viaturas, Natal... outros candidatos a roubalheira do ano:


6 kit de mala piaggio Fly para as motorizadas do sector de águas - 106.596,00 Euros (por este valor compravam 6 automóveis, todos equipados, e ainda sobrava dinheiro!)
 
o misterioso caso do
Router de 400 euros (http://abertoatedemadrugada.com/2009/01/dinheiro-publico-em-portugal.html) comprado por 35.000,00 Euros
 



 

publicado por blogdaportugalidade às 01:37
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Junho de 2009

A DEMOCRACIA de UNS ...e a NOSSA dos portugueses


 

 Mário Soares por Clara Ferreira Alves (muito bom!)




"Este é o maior fracasso da democracia portuguesa"


por Clara Ferreira Alves


Eis parte do enigma. Mário Soares, num dos momentos de lucidez que
ainda vai tendo, veio chamar a atenção do Governo, na última semana,
para a voz da rua.

A lucidez, uma das suas maiores qualidades durante uma longa carreira
politica. A lucidez que lhe permitiu escapar à PIDE e passar um bom
par de anos, num exílio dourado, em hotéis de luxo de Paris.

A lucidez que lhe permitiu conduzir da forma "brilhante" que se viu o
processo de descolonização.

A lucidez que lhe permitiu conseguir que os Estados Unidos
financiassem o PS durante os primeiros anos da Democracia.

A lucidez que o fez meter o socialismo na gaveta durante a sua
experiência governativa.

A lucidez que lhe permitiu tratar da forma despudorada amigos como
Jaime Serra, Salgado Zenha, Manuel Alegre e tantos outros.

A lucidez que lhe permitiu governar sem ler os "dossiers".

A lucidez que lhe permitiu não voltar a ser primeiro-ministro depois
de tão fantástico desempenho no cargo.

A lucidez que lhe permitiu pôr-se a jeito para ser agredido na Marinha
Grande e, dessa forma, vitimizar-se aos olhos da opinião pública e
vencer as eleições presidenciais.

A lucidez que lhe permitiu, após a vitória nessas eleições, fundar um
grupo empresarial, a Emaudio, com "testas de ferro" no comando e um
conjunto de negócios obscuros que envolveram grandes magnatas
internacionais.

A lucidez que lhe permitiu utilizar a Emaudio para financiar a sua
segunda campanha presidencial.

A lucidez que lhe permitiu nomear para Governador de Macau Carlos
Melancia, um dos homens da Emaudio.

A lucidez que lhe permitiu passar incólume ao caso Emaudio e ao caso
Aeroporto de Macau e, ao mesmo tempo, dar os primeiros passos para uma
Fundação na sua fase pós-presidencial.

A lucidez que lhe permitiu ler o livro de Rui Mateus, "Contos
Proibidos", que contava tudo sobre a Emaudio, e ter a sorte de esse
mesmo livro, depois de esgotado, jamais voltar a ser publicado.

A lucidez que lhe permitiu passar incólume as "ligações perigosas" com
Angola, ligações essas que quase lhe roubaram o filho no célebre
acidente de avião na Jamba (avião esse carregado de diamantes, no
dizer do Ministro da Comunicação Social de Angola).

A lucidez que lhe permitiu, durante a sua passagem por Belém, visitar
57 países ("recorde" absoluto para a Espanha - 24 vezes - e França -
21), num total equivalente a 22 voltas ao mundo (mais de 992 mil
quilómetros).

A lucidez que lhe permitiu visitar as Seychelles, esse território de
grande importância estratégica para Portugal.

A lucidez que lhe permitiu, no final destas viagens, levar para a
Casa-Museu João Soares uma grande parte dos valiosos presentes
oferecidos oficialmente ao Presidente da Republica Portuguesa.

A lucidez que lhe permitiu guardar esses presentes numa caixa-forte
blindada daquela Casa, em vez de os guardar no Museu da Presidência da
Republica.

A lucidez que lhe permite, ainda hoje, ter 24 horas por dia de
vigilância paga pelo Estado nas suas casas de Nafarros, Vau e Campo
Grande.

A lucidez que lhe permitiu, abandonada a Presidência da Republica,
constituir a Fundação Mário Soares. Uma fundação de Direito privado,
que, vivendo à custa de subsídios do Estado, tem apenas como única
função visível ser depósito de documentos valiosos de Mário Soares. Os
mesmos que, se são valiosos, deviam estar na Torre do Tombo.

A lucidez que lhe permitiu construir o edifício-sede da Fundação
violando o PDM de Lisboa, segundo um relatório do IGAT, que decretou a
nulidade da licença de obras.

A lucidez que lhe permitiu conseguir que o processo das velhas
construções que ali existiam e que se encontrava no Arquivo Municipal
fosse requisitado pelo filho e que acabasse por desaparecer
convenientemente num incêndio dos Paços do Concelho.

A lucidez que lhe permitiu receber do Estado, ao longo dos últimos
anos, donativos e subsídios superiores a um milhão de contos.

A lucidez que lhe permitiu receber, entre os vários subsídios, um de
quinhentos mil contos, do Governo Guterres, para a criação de um
auditório, uma biblioteca e um arquivo num edifico cedido pela Câmara
de Lisboa.

A lucidez que lhe permitiu receber, entre 1995 e 2005, uma subvenção
anual da Câmara Municipal de Lisboa, na qual o seu filho era Vereador
e Presidente.

A lucidez que lhe permitiu que o Estado lhe arrendasse e lhe pagasse
um gabinete, a que tinha direito como ex-presidente da República,
na... Fundação Mário Soares.

A lucidez que lhe permite que, ainda hoje, a Fundação Mário Soares
receba quase 4 mil euros mensais da Câmara Municipal de Leiria.

A lucidez que lhe permitiu fazer obras no Colégio Moderno, propriedade
da família, sem licença municipal, numa altura em que o Presidente
era... João Soares.

A lucidez que lhe permitiu silenciar, através de pressões sobre o
director do "Público", José Manuel Fernandes, a investigação
jornalística que José António Cerejo começara a publicar sobre o tema.

A lucidez que lhe permitiu candidatar-se a Presidente do Parlamento
Europeu e chamar dona de casa, durante a campanha, à vencedora Nicole
Fontaine.

A lucidez que lhe permitiu considerar José Sócrates "o pior do
guterrismo" e ignorar hoje em dia tal frase como se nada fosse.

A lucidez que lhe permitiu passar por cima de um amigo, Manuel Alegre,
para concorrer às eleições presidenciais uma última vez.

A lucidez que lhe permitiu, então, fazer mais um frete ao Partido Socialista.

A lucidez que lhe permitiu ler os artigos "O Polvo" de Joaquim Vieira
na "Grande Reportagem", baseados no livro de Rui Mateus, e assistir,
logo a seguir, ao despedimento do jornalista e ao fim da revista.

A lucidez que lhe permitiu passar incólume depois de apelar ao voto no
filho, em pleno dia de eleições, nas últimas Autárquicas.

No final de uma vida de lucidez, o que resta a Mário Soares? Resta um
punhado de momentos em que a lucidez vem e vai. Vem e vai. Vem e vai.

Vai... e não volta mais.


Clara Ferreira Alves

Expresso
 

       


       Um abraço
       António
 

 

 
publicado por blogdaportugalidade às 15:59
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14

19
20
21
22

24
26
27
29

30


.posts recentes

. NINGUÉM SE PREOCUPA CO...

. ESBANJAMENTO DE DINHEI...

. E ASSIM SE VAI VE...

. LER PORTAGENS NAS SCUTS,...

. UMA CARTA DE RUY DE CA...

. MOVIMENTO CONTRA O NAO : ...

. UMA CARTA AO SR (SENHO...

. CONGRESSO DEMOCRÁTICO DAS...

. AFINAL ,QUEM É O SINDI...

. PARA TODOS OS PORTUGUESES...

.arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.favorito

. AH....GRANDE VINTE E CIN...

. As novas oportunidades

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds