Quinta-feira, 24 de Fevereiro de 2011

OS RASTILHOS...agora em ANGOLA ???

SOS Habitat: Virgílio de Fontes Pereira critica incitadores da desordem. Ou seja os protagonistas da desordem permanente da ordem jurídica e política contestam a contestação da sua desordem

 


 

Virgílio de Fontes Pereira critica incitadores da desordem. Ou seja os protagonistas da desordem permanente da ordem jurídica e política contestam a contestação da sua desordem

Posted: 24 Feb 2011 05:08 AM PST

O MPLA é o lobo disfarçado com a pele de carneiro para enganar os incautos da nossa sociedade e produzir uma imagem que permita à comunidade internacional, para a realização de interesses económicos, minimizar o desconforto da sua cumplicidade com o regime ditatorial  do MPLA. A ultima farsa a que se vem aplicando forma esmerada é do disfarce da ditadura com que domina a nação angolana fazendo de conta que temos um Estado de direito e que estamos numa democracia.

O MPLA e especialmente o seu Presidente, JES, são os maiores e principais incitadores do povo à acção de exigência de dignidade, ao fim da impunidade de violadores dos direitos humanos, de combate sério contra a corrupção, contra  exclusão e a injusta distribuição da renda nacional.

Num Estado democrático de direito que consagra a liberdade de expressão e de manifestação o exercício dessas liberdades é legal e legitimo e nem carece de autorização, assim determina a lei e ninguém deveria estar acima da lei conforme ao principio do estado de direito. Virgilio Fontes Pereira ao fazer as afirmações transcritas embaixo só nos confirme o que de forma bastante todos sabemos: que não há nem Estado de direito nem democracia em Angola porque nos demonstra que a pretensão anunciada via Net da realização duma manifestação contra o estado das coisas em Angola é vista e tratada pelo MPLA incitação  à desordem. Desordem de que ordem? Da ordem dum Estado de direito democrático ou da ordem duma ditadura implantada à margem da lei com que o MPLA e o seu Presidente sequestraram o estado de direito e a democracia que realmente só são a farsa conveniente dessa ditadura?

Não temos nada que ver com a promoção da manifestação anunciada para 7 de Março e aderimos a essa convocatória porque desconhecemos quem o lidera e a respectiva agenda. Não seremos parte duma massa tratada como uma manada de carneiros nem pelo MPLA nem por quem quer que seja que, no anonimato, apele a quaisquer movimentos mesmo que para contestar o que vimos há anos contestando todos os dias, a ditadura do MPLA. No entanto reconhecemos a quem quer que seja o direito ao protesto pacífico, de conformidade com as normas, sem mais limitações do que aquelas que lei determina. Nenhuma lei impede que as cidadãs e cidadãos protestem contra a governação nem que exijam a demissão de josé eduardo dos Santos do cargo de Presidente da República, aliás, cargo para o qual nunca sequer foi eleito.

Vimos, sem sucesso judicial, denunciando violações dos direitos humanos e a impunidade com que vêm sendo agraciados os seus mandantes e excutantes consubstanciando uma flagrante e continuada da ordem do Estado de direito estabelecida. Isso prova que os dirigentes e agentes do regime do MPLA estão acima da lei, são portanto os principais agentes da subversão dessa ordem estabelecida e ou os da continuídade do partido-estado que realmente e ilegalmente vigora.

No dia em que resolvermos manifestar-nos exigindo a demissão de JES e ou a concretização da ordem do estado de direito e da democracia, como tem sido característica dos nossos actos, assinaremos por baixo do apelo que dirigirmos à nação. Aliás, certamente, o regime sabe que é assim que será porque sabe que sempre agimos de conformidade com a lei e nunca abdicamos dos nossos direitos que tem violado sistematicamente.

Virgilio Fontes Pereira e todas as vozes de JES/MPLA que se têm pronunciado sobre o exercício da liberdade de manifestação convocada para dia 7 de Março de 2010, sabem bem que quem está em contra mão jurídica e política é quem ameaça com a repressão daqueles que os querem contestar com esse acto a que mesmo se não aderimos por desconhecermos a respectiva agenda reconhecemos ser um exercício legítimo das angolanas e angolanos que o venham a realizar. Leiam em baixo a noticia do Angola Press. angolaresistente – Luiz Araújo

________________________

Luanda - O presidente do Grupo Parlamentar do MPLA, Virgílio de Fontes Pereira, criticou hoje, quarta-feira, todos aqueles que incitam a desordem e o desrespeito das instituições legítimas do Estado, chamando-os de defensores da intriga e da instigação política.

“Há quem, e hoje o PRS e  a Unita destaparam totalmente o véu, pretende estar na política para ser unicamente defensor da intriga, da instigação, da mentira, do populismo execrável e total falta de seriedade e de sentido de Estado”, realçou.

Discursando no parlamento, Virgílio de Fontes Pereira enfatizou que “num Estado Democrático não devem ser tolerados comportamentos individuais ou colectivos, praticados por quem quer que seja, que atentam contra a ordem constitucional e ponham em risco a estabilidade do mandato e do funcionamento dos órgãos legitimados para exercer os poderes Legislativo, Judicial e Executivo”.

“A vitimização política folclórica é tão perversa e condenável quanto o é a instigação irresponsável para a desestabilização
política e social do país”, reforçou.

Na sua óptica, em política séria e responsável não basta a demarcação cínica dos planos macabros dos inimigos de Angola e seguir uma prática que demonstra o seu total engajamento em todo o conjunto de actos que procuram acabar com a democracia e liberdade dos angolanos.

“Agora, mais do que nunca, sabemos quem está por trás das manobras para matar a nossa dignidade”, sublinhou.

Na declaração política da Unita, a líder da banca parlamentar, Alda Sachiambo, acusa o Executivo de ser incapaz de cumprir as promessas eleitorais feitas em 2008, consubstanciadas no reforço da democracia, respeito dos direitos humanos e melhoria da qualidade de vida dos angolanos.

Fonte: Angola Press

Manifestação contra o Governo angolano marcada por SMS e “e-mail”

Posted: 23 Feb 2011 06:48 AM PST

Em Angola a distribuição dos rendimentos nacionais não tem sido justa. O regime que vigora está, também, marcado por outros aspectos negativos da governação de JES/MPLA, como no meio da pobreza geral, (ex) o enriquecimento galopante da noite para o dia dalgumas individualidades de forma que nunca foi explicada combinada com a prática de violações dos direitos humanos com total impunidade como no caso dos desalojamentos forçados. É isso que, tudo junto, alimenta a ideia/vontade de cidadãs e cidadãos, ainda desconhecidos, se manifestarem exigindo a demissão de JES que governa há três décadas sem nunca ter sido eleito. Uma governação que tem sido mais zelosa na produção duma elite empresarial económicamente abastada do que na instalação duma administração Pública eficiente no serviço que presta ao povo. angolaresistente

Partido do poder tenta desvalorizar manifestação, mas já terá deixado ameaças para quem quiser participar.

Os “ventos de mudança” podem estar a chegar também a Angola. Já há uma manifestação marcada para 7 de Março.

Nos últimos dias têm circulado “e-mails” e SMS que convocam a população para se reunir no largo da Independência em protesto contra o regime de José Eduardo dos Santos.

Não é conhecida a origem do “e-mail” e do SMS. Apesar do aparente anonimato da missiva, o MPLA, partido que sustenta o Governo, já tomou uma posição, segundo refere à Renascença Filomeno Vieira Lopes, secretário-geral do Bloco Democrático de Angola.

“[A informação que corre] já foi causa de reacções da parte do próprio partido no poder, que convocou os seus militantes, por um lado, a não aderirem a qualquer tipo de manifestação. Por outro lado, [o MPLA] ameaçou que quem se manifestar vai ter de enfrentar medidas muito sérias”, conta Filomeno Vieira Lopes.

Este responsável refere “que o Governo está com receios” e dá um exemplo. “Há duas semanas, em Cabinda, houve uma tentativa real de manifestação por parte da juventude de com base em duas situações: saudar o referendo no Sudão e saudar as revoluções que estamos a assistir em África. A cidade acordou completamente militarizada”, afirma Filomeno Vieira Lopes.

O secretário-geral do Bloco Democrático de Angola considera que há motivos para preocupação, porque a população anda descontente. Os protestos devem ser acompanhados de tampas e vuvuzelas, para que haja muito barulho.

Liliana Monteiro

Angolanos ameaçam com revoltas como no Egipto

Posted: 23 Feb 2011 06:02 AM PST

José Eduardo dos Santos – três décadas no poder sem nunca ter sido eleito

Lisboa. Os “ventos de mudança” podem estar a chegar também a Angola. Já há uma manifestação marcada para 7 de Março.

Depois das fortes contestações contra os governos dos presidentes da Tunísia, Egipto e Líbia, está a ser convocada através da internet, num email, intitulado “A Nova Revolução do Povo Angolano”, uma manifestação de protesto contra o regime de Eduardo dos Santos, no poder desde 1979.

Com o pseudónimo de Agostinho Jonas Roberto Dos Santos, o autor anónimo desta convocação apela a “uma manifestação a nível nacional para exigir a saída do Presidente da República, dos seus ministros e companheiros corruptos”.

O secretário-geral do MPLA, Julião Mateus Paulo, diz que “não se pode confundir o que se passa nos países do Maghreb com a realidade angolana” e já preveniu que se for o caso, o regime avançará com “medidas muito sérias” contra quem eventualmente venha a fazer uma manifestação, avança o jornal Le Fígaro.

Recorde-se que na semana passada a polícia nacional em Cabinda desfez uma manifestação de jovens que queriam saudar a independência do sul do Sudão. Antes foi interrompida outra manifestação protagonizada por ex-trabalhadores angolanos na antiga RDA. E no Huambo, um forte contingente policial inviabilizou uma manifestação convocada pela UNITA, na semana passada.

Fonte:  sapo.pt

Postado em 24 de Fevereiro de 2011

 

Fonseca dos Santos

publicado por blogdaportugalidade às 21:26
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14

19
20
21
22

24
26
27
29

30


.posts recentes

. NINGUÉM SE PREOCUPA CO...

. ESBANJAMENTO DE DINHEI...

. E ASSIM SE VAI VE...

. LER PORTAGENS NAS SCUTS,...

. UMA CARTA DE RUY DE CA...

. MOVIMENTO CONTRA O NAO : ...

. UMA CARTA AO SR (SENHO...

. CONGRESSO DEMOCRÁTICO DAS...

. AFINAL ,QUEM É O SINDI...

. PARA TODOS OS PORTUGUESES...

.arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.favorito

. AH....GRANDE VINTE E CIN...

. As novas oportunidades

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds